quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

CONVITE AOS POETAS - ANTOLOGIA “ESPAÇO CULTURAL CORETO -2018"



CONVITE AOS POETAS E POETISAS

MINAS GERAIS convida a participar da Antologia Poética “ESPAÇO CULTURAL CORETO -2018”, com lançamento previsto para julho/2018, em Curitiba e Minas Gerais.

Coordenadores: Vanice Zimerman, Amaury Nogueira (Curitiba-PR) e João Ribeiro (MG).
Valor: R$ 160,00 (reais) - dois poemas e biografia - 10 livros
Mais informações, regulamento e inscrições no e-mail: 

Inscrições: 01/02/2018 a 02/05/2018

“ESPAÇO CULTURAL CORETO - 2018” localiza-se em Alfredo Vasconcelos (MG)




Dia de São Valentim – 14 de fevereiro - Entrelinhas...









ENTRELINHAS

Há no entrelaçar das nossas linhas
Um mágico encontro,
Desenhado e tecido pelo destino.
Há no entrelaçar dos nossos lábios
Carícias que realizam sonhos,
Sonhos repletos de cores,
Aromas,  lindas lembranças...
Há no entrelaçar dos nossos corações,
Uma aquarela,
Um bailado encantado,
Num mesclar de vidas,
Amor e desejo,
Êxtase e desassossego...
Vanice Zimerman, IWA

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Sinto os aromas...



No jardim,
De manhãzinha
Em minhas mãos
Sinto as texturas e os aromas
Das flores de mel,
Próximas à roseira...
Em minhas mãos
Sinto as texturas e os aromas
Das folhas do manjericão e hortelã
Lembranças
De atemporais aromas presentes
Em  encantada alquimia
Delineada, sutilmente
Ao som dos sinos de vento...
Vanice Zimerman IWA
03/02/2018

Instantes de GAIA


Enquanto a gota d'água
Desliza na folha e linda
Segue sua rotina,
Um beija-flor deixa
Mais coloridas às petúnias
Na  floreira de pedras,
Enquanto a gota d'água
Desliza na folha...
As pequenas flores de mel
E,  do manjericão
Recebem os toques suaves
E breves das abelhas
E assim, o pólen viaja,
Seguindo  sua rotina...
Enquanto a gota d'água
Desliza da folha...
O louva -a- deus permanece imóvel,
A manhã desperta feliz
Com instantes de GAIA...
Vanice Zimerman, IWA   01/02/2018

Asas nubladas


A tarde despede-se,
Cristalizam-se os versos
De um poema de amor pincelado
Nos contornos das asas
Nubladas da borboletinha branca,
Que ainda, insiste em voar,
Enquanto na varanda,
A gota d’água desaparece
Na trinca do azulejo azul,
Sinto a lágrima fluir, alongar-se
Densa, carregando
Na saudade contida,
A lembrança do teu rosto,
Da tua voz,
Quase, imobilizando
Os ponteiros do relógio,
Milimetricamente
Repletos de solidão...
Vanice Zimerman IWA
 05/02/2018

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Carícias do Outono




Ainda sinto as carícias do outono,
Do vento outonal,
Do gosto adocicado do chá de morangos
E, do aroma inesquecível dos teus beijos...
Ainda sinto as carícias do outono
Da sensação de respirar
As cores em tons de “Terra di Siena”,
Do aconchego mágico do toque da solidão
Contido no verde que se despede das folhas,
Da  saudade  envolvendo-me,
Bem devagarzinho,
Em mais um  fim de tarde...

Vanice Zimerman, IWA
29/01/2018

Imagem: Vanice Zimerman: 24/01/2018



segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Tanta Saudade


Aquieta-se  o coração
Adormece e flutua
Em ondas de saudade...

Vanice Zimerman, IWA
 22/01/2018

***
Dois Corações - Nana Caymmi

domingo, 24 de dezembro de 2017

SONHOS DE NATAL - Conto infantil com áudio




Era tarde da noite quando o menino desenhou em uma folha de papel uma Árvore de Natal, aos poucos foi colocando as Bolas Coloridas de diferentes tamanhos distribuindo-as por toda Árvore. Depois, desenhou e pintou vários Sinos com lápis de cor azul, amarelo e vermelho.

Ainda faltava desenhar a Estrela e os Fios de Prata, mas o menino estava cansado e dormiu... dormiu e sonhou com sua Árvore, que ela havia saído do papel e  estava completa com a Estrela pendurada  no ramo mais alto, e também  os Fios de Prata a brilhar... Ao acordar, ele pegou na mesa de cabeceira, a folha de papel para terminar seu desenho. Ficou surpreso e curioso quando viu que a folha estava em branco.

Sem saber o que havia acontecido, olhou no chão para ver se não tinha outra folha, foi então que ouviu Sinos tocando e, rapidamente, foi até a sala e encontrou a Árvore que desenhou, num canto, próxima à janela: real, linda e iluminada! O menino, emocionado, sorriu...

Vanice Zimerman, IWA
***
Dedico este conto aos meus filhos,  netos,  sobrinhos e a todas as crianças.
Aos colegas do Recanto das Letras e ao leitores do Blog desejo um Feliz Natal! E um 2018 maravilhoso e inspirado!

Abraços, Van.
Imagem: Vanice Zimerman, IWA (2017)